Rolim de Moura – Câmara de vereadores orienta os pais e responsáveis sobre a vacinação infantil. Os pais e responsáveis têm papel fundamental nessa missão.

A Câmara Municipal de vereadores de Rolim de Moura, preocupados com o aumento de casos positivados para Covid-19, com o objetivo de contribuir para melhoria da cobertura vacinal, vem com propósito de conscientizar a população sobre a importância da imunização de todos como forma de proteger as crianças, especialmente entre famílias com crianças de 0 a menores de 5 anos.

Orienta a população que procure uma Unidade Básica de Saúde, aonde tem sala de vacinas para que faça sua imunização contra o vírus.

Cerca de 80% da população brasileira, já estão imunizadas com a segunda dose da vacina contra a Covid-19, como esse vírus não tem poupado ninguém, chegando a contaminar desde bebês até os mais idosos, e muitos infelizmente acabam não resistindo vindo a falecer em decorrência da doença, com isso foram criadas as vacinas para imunização da população, mas muitas pessoas ainda resistem serem vacinadas.

Pensando nos mais pequenos, o Ministério da Saúde promoveu uma audiência pública para discutir a vacinação contra Covid-19 em crianças. Na ocasião, o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, apresentou dados confirmando o óbito de 311 crianças por Covid-19. Segundo ele, os casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), em decorrência da Covid-19, representam 0,34% do total registrado na faixa de 5 a 11 anos, ou seja, 6324 casos.

Com isso, a vacinação contra o Covid-19 foi autorizada doses pediátricas da vacina Covid-19 da Pfizer em crianças nessa faixa etária, priorizando aquelas com comorbidades.

Manter a vacinação de crianças e adolescentes em dia é um compromisso do Governo Federal e os pais e responsáveis têm papel fundamental nessa missão.

Ainda mais agora com o início do ano letivo, as aulas sendo cotadas para serem realizadas de forma presencial, então não deixem de procurar um Posto de Saúde do município, leve seus filhos com idade de serem vacinados, fazendo assim cumprir o seu papel. 

Segundo o Ministério da Saúde, para a imunização das crianças de 5 a 11 anos é necessária à autorização dos pais ou responsáveis. Em caso de dúvidas sobre a vacinação, a orientação é que os pais ou responsáveis procurem a orientação prévia de um médico.

Também é essencial manter os protocolos de saúde contra o vírus da Covid-19 diariamente. 

Assessoria de Imprensa – Com fonte do Ministério da Saúde